Muito se fala em vida saudável nos dias de hoje, mas poucos sabem do que se trata realmente ter uma vida assim. Praticar, então, essa tal vida saudável, fica mais difícil ainda!
Há muita informação no mídia, internet, jornais, entretanto muitas são as dúvidas...
Este espaço foi criado para divulgação de informações sobre tópicos relacionados a saúde, atividade física, dietas e assuntos afins, com um foco especial na área da Endocrinologia, na qual atuo.
Aproveitem!!!

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Voltando a forma pós parto

   Estou com uma filha de 3 meses e como toda pessoa que sempre lutou com seu peso agora estou passando por uma fase difícil de estar acima do peso saudável , porém um pouco limitada a fazer grandes restrições alimentares por conta da amamentação. Achei interessante então compartilhar com vocês algumas informações sobre este período tão peculiar a recheado de mitos: Dieta e vida pós parto. Poderia fazer uso de  remédios para auxiliar na perda de peso ? Exercício físico, pode? Qual intensidade? Como deve ser a dieta?
   A dieta pós parto , acima de tudo, deve ser uma dieta saudável e bem balanceada quanto aos seus nutrientes. Dentre todas as dietas, optei por uma mais rica em proteínas e com menos carboidrato pela evidencias científicas crescentes de que esta dieta promove perda de peso de forma mais acelerada e manutenção de massa magra. Esse tipo de dieta também ajuda a promover saciedade pela digestibilidade e pelo conteúdo de aminoácidos como alanina e leucina. A restrição de calorias deve ser moderada. Uma restrição grande pode causar diminuição da produção de leite materno. E a oferta de calcio deve ser maior que na dieta tradicional.
  Uma redução de 500 kcal por dia já é suficiente para perda de 500 g por semana. Optei por uma dieta de 1500 kcal que seria o minimo seguro. Vou dar um exemplo de como seria:

Café da manha: 1 fatia de pão integral / 2 fatias de ricota/ 1 xic de leite desnatado/ cafe descafeinado
Colação: iogurte natural desnatado + 1 fruta
Almoço: 150g de carne + folhas verdes e vegetais. / 2 colheres de sopa de leguminosas ( feijão ou lentilha ou grão de bico)
Lanche: 2 fatias de pão integral ou subtituto/ 1 fatia de queijo / cha ou café descafeinado.
Jantar: 150 g de carne ou subtituto/ vegetais/ 1 fruta



Atividade física: musculação, pilates, ginastica localizada para fortalecimento muscular e ganho de  massa magra, tomando cuidado para não ser uma atividade muito intensa. Atividade física extenuante inibe a lactação. A atividade aeróbica também é bem vinda, porém recomenda- se que seja leve a moderada e de curta duração, acompanhada de hidratação abundante! Este, na minha opinião e vivencia é o aspecto mais importante para garantir uma boa produção de leite materno após o retorno a atividade física: hidratação abundante! 
  Além de todos os beneficios ao corpo, a atividade física é essencial para autoestima e para relaxar um pouco do " estresse" de cuidar do bebê e das noites mal dormidas. É. Um momento da mulher, só dela! E o prazer e a alegria ajudam no processo de aleitamento, aumentando a produçao e ejeção do leite materno.
  Eu optei por fazer musculação associada a exercicios aeróbicos divididos em 3 blocos de 10 min ( transport/ escada/ octane) somando um total de atividade de 1h-1h20min.

Minha meta é emagrecer pelo menos 2 kg por mes. Devagar e sempre. Primando pela manutenção do aleitamento mas sem esquecer de mim! Vou atualizando vocês....

Um comentário:

  1. Força e determinação sempre foram seus pontos fortes...

    ResponderExcluir